segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Era uma vez...(como tudo começou)

Até meados de 2002 eu ainda usava uma máquina de escrever para datilografar meus projetos.
Mecânica! E da escola, pois eu não tinha uma.
Mas as coisas já estavam mudando. Os computadores chegaram às escolas públicas e com eles a necessidade de aprender coisas novas já não era prerrogativa apenas dos alunos.

Era uma vez uma professora que aprendeu junto com seus meninos.
Devo à Fabíola, minha coordenadora e amiga a coragem de começar. E, ai de mim, não fosse a Silvia, companheira de descobertas, a me socorrer tantas vezes, onde encontraria vontade de continuar aprendendo?
Descobri que a melhor maneira de aprender a fazer algo é fazendo! E a melhor maneira de aperfeiçoar esse fazer é ultrapassando os limites da escola.
Assim, acabei conhecendo e me apaixonando pelos editores gráficos, em particular o PSP. Foi a amiga Regina Lu que me apresentou ao Arte Oficius Grupos, um grupo do Yahoo, uma escola virtual. "Coisa maluca" - eu pensava- mas continuava (e ainda continuo) ali, onde aprendi muito e conheci muitas pessoas especiais.
Foi através de colegas do AOG que ouvi falar do scrapbook digital. O artesanal eu já conhecia, mas não me atreveria a recortar e colar retalhos de papéis e fitas... tudo que colo sempre enruga!
Ah! Então vieram outros aprenderes, outras pessoas especiais...
Era outra vez, outra história. E isso fica pra outra hora porque viver é um tecer sem fim e a vida é uma rede de malhas finas.


1 comentários:

CellyOneill disse...

Ah Martinha, realmente o scrap é mesmo tudo de bom , além de preservar nossas memórias de uma maneira linda, fazemos grandes amizades !
Eu estou querendo arriscar no scrap tradicional, estou comprando aos poucos os materiais, já tenho alguns papeis, fitas, preciso agora fazer as cópias das fotos para criar uma página, esse mês eu vou fazer a minha tão desejada página de scrap tradicional, risos !
Beijão !